Da Europa à Ásia: como ficou o funcionamento das academias após a volta?

Saiba como a sua academia pode se preparar para a volta ao ver o que estabelecimentos ao redor do mundo estão fazendo.

 

Após um período de isolamento e medidas de combate ao coronavírus, o contágio da doença foi controlado e vários países podem, finalmente, retomar as atividades. E como fica o funcionamento das academias neste “novo normal”?

Os estabelecimentos estão adotando medidas de prevenção nas primeiras semanas após a reabertura, e, inclusive, há casos em que foram instaladas pequenas “divisórias” entre as esteiras, para evitar o risco de contágio. Iremos falar um pouco mais sobre isso a seguir!

Além de desempenhar ações para evitar novos casos, os gestores fitness precisam lidar com outro desafio: a insegurança do aluno. Muitas pessoas estão inseguras para voltar a frequentar a academia e acabar entrando em contato com o vírus.

É fundamental tomar os cuidados necessários, mas existe outro ponto muito importante: observar o que as academias em outros continentes têm feito desde que houve a liberação por parte das autoridades.

Boa leitura!

Pós-pandemia: é tempo de cuidar da saúde

O surgimento do novo coronavírus acendeu um alerta para a importância em cuidar da saúde. Quando fortalecemos o nosso sistema imunológico, a chance do nosso organismo desenvolver uma doença reduz significativamente.

É como sempre falamos: o setor fitness é um setor de saúde! A prática de atividades físicas traz benefícios não apenas ao corpo, como à mente e, também, à parte metabólica.

A população chinesa entendeu a importância dos exercícios como medida de prevenção e adotou o hábito após a pandemia. Segundo uma pesquisa realizada no país, 76% dos entrevistados disseram que começaram a praticar atividades físicas.

No Brasil, foi realizada a pesquisa “Como o isolamento mudou a prática de esportes e exercícios físicos – e como os brasileiros estão lidando com isso”. O documento traz uma análise sobre o comportamento da população quando o assunto é atividade física. Vamos destacar alguns pontos:

  • Musculação, funcional e crossfit foram as atividades que menos tiveram impacto durante a pandemia;
  • 42% das pessoas que participaram da pesquisa pretendem continuar praticando atividades;
  • 70% querem fazer igual ou ainda mais do que faziam antes da pandemia.

Ou seja, a tendência chinesa também se aplica ao Brasil: os dados indicam que haverá aumento da procura por atividades físicas! 

O sentimento inicial de insegurança pode resultar no aumento da procura por atividades on-line em um primeiro momento. E quanto aos alunos que estiverem dispostos a voltar a frequentar logo após a liberação? A sua academia está pronta para atender todas as demandas? 

Continue lendo o nosso artigo para ver como os estabelecimentos de outros países estão se comportando neste momento de retomada.

Da Europa à Ásia: o novo funcionamento das academias

O cenário pós-pandemia trouxe uma série de cuidados a serem tomados nos primeiros momentos após a volta das atividades nos países da Europa e Ásia. 

Na China, ocorreu o chamado “estado preventivo”, havendo o incentivo à prática de atividades físicas com o objetivo de fortalecer o sistema imunológico da população local, principalmente daqueles que estão no grupo de risco do coronavírus, como obesos, diabéticos e hipertensos.

Além disso, os países adotaram uma série de medidas para promover uma volta segura para alunos e colaboradores das academias. Veja algumas na imagem a seguir:

Para conferir todas as ações desempenhadas por países da Ásia e Europa, basta acessar a nossa cartilha clicando no conteúdo a seguir:

>>> Estudo de caso: Gold’s Gym

Para falar sobre o funcionamento das academias em um cenário pós-pandemia, vamos trazer um exemplo que tem chamado a atenção nas mídias sociais: Gold’s Gym.

A rede americana voltou a operar no Japão recentemente e desperta a curiosidade dos frequentadores por conta das medidas preventivas, como a instalação de divisórias entre os equipamentos.

A Gold’s Gym instalou, em todas as unidades, uma solução desinfectante em cada área da academia. Além disso, algumas regiões receberam cuidados a mais. Para conferir, basta clicar aqui (o site está em japonês, mas é possível traduzir a página).   

Vale lembrar que algumas medidas adotadas pela academia, como as divisórias, são opcionais, mas podem reforçar a sensação de segurança. Uma medida similar aqui no Brasil, neste caso, seria alternar o funcionamento dos equipamentos, sempre deixando um desligado entre dois ligados.

E o Brasil?

Aqui, as academias que já foram liberadas (e as que irão voltar nos próximos meses) devem adotar as medidas preventivas necessárias para reabrir em segurança. Onde encontrar as orientações? 

O que as academias brasileiras podem aprender com o que foi feito fora do país? É muito importante prestar atenção às ações para analisarmos as medidas que deram certo e geraram confiança nos alunos para uma volta tranquila.

Ao aplicar o que foi feito, com sucesso, nos países da Europa e Ásia, o nosso processo de reabertura possui uma chance ainda maior de ter êxito! 

Por isso, conte com a ACAD Brasil para ajudar tornar a sua volta mais fácil. Continue acessando o nosso site e mídias sociais para conferir dicas para a reabertura e acompanhar o que tem sido feito pelo segmento fitness.

Se você quiser saber se a sua cidade já liberou o funcionamento, basta acessar o nosso Mapa de Reabertura! Você irá conferir os decretos de cada município que autorizou a volta das atividades com a avaliação do advogado da ACAD Brasil, dr. Mario Duarte.

 

REPASSANDO O QUE VIMOS NESTE POST

  • Após um cenário de pandemia e isolamento social, como fica o funcionamento das academias nos países da Europa e Ásia com “o novo normal”?
  • Observar o que tem sido feito ao redor do mundo facilita a reabertura das academias no Brasil;
  • Cenário pós-pandemia: pesquisas apontam que os cuidados com a saúde a partir da prática de atividades físicas irão aumentar;
  • Para promover maior segurança aos alunos e colaboradores, Ásia e Europa adotaram uma série de medidas de prevenção ao coronavírus dentro das academias;
  • No Brasil, é fundamental estar atento ao que tem sido feito lá fora e seguir as recomendações para uma volta tranquila.

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Sem comentário ainda, deixe o seu abaixo!


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat