Como renegociar o aluguel durante a pandemia? 5 dicas para ter sucesso

5 dicas para ter sucesso na hora de renegociar o aluguel do espaço com o proprietário do imóvel

É fato: a crise imposta pela pandemia do coronavírus não veio com um manual de instruções. Alguns meses após o começo das medidas de isolamento social, chegou o momento de reabrir as portas, mas já pensou em renegociar o aluguel?

Uma vez que muitos alunos ainda podem demorar a voltar a praticar atividades físicas dentro da academia, os gestores de academia podem realizar duas ações:

  • A primeira é pensar em novas formas de expandir o negócio. No artigo Volta das academias: 3 soluções para destacar o seu negócio, a gente explica como!
  • Outra ação que deve ser priorizada por você é a reestruturação financeira do seu estabelecimento fitness. E, é claro, que você não precisa esperar a reabertura das academias para realizar o seu planejamento financeiro.

 

Seja qual for a sua situação, este é o momento de realizar o corte de custos e utilizar as medidas de apoio disponíveis (clique aqui para conhecê-las) para que o momento da retomada seja o mais breve possível. 

Um dos principais ajustes financeiros a serem realizados certamente é o do aluguel do espaço que funciona a sua academia. A boa notícia é que a redução do valor é possível em muitos casos: vários gestores já renegociaram e obtiveram sucesso!

E você? Ainda não sabe como renegociar o aluguel? Então, confira as alternativas que preparamos em parceria com o Dr. Mario Duarte, advogado da ACAD Brasil e coordenador das ações jurídicas da nossa força-tarefa contra a Covid-19.

Lembrando que o conteúdo também está disponível na edição 90 da nossa revista.

 

Boa leitura!

#1 – Renegociar o aluguel: solicite uma revisão por queda do faturamento da academia

Para renegociar o contrato de locação comercial, a queda no faturamento é uma justificativa assegurada pelo art. 317 do Código Civil.

Como a pandemia do novo coronavírus é um evento extraordinário e imprevisível, o gestor pode solicitar a revisão do valor do aluguel ao proprietário do imóvel. 

Caso não haja sucesso na renegociação, o gestor deve solicitar a redução do valor por meio de uma ação judicial. Assim, o juiz irá avaliar a partir de documentos contábeis e fiscais a situação da academia em relação ao faturamento e tomar a decisão. 

#2 – Peça revisão por queda no preço de mercado do aluguel

A crise imposta pelo novo coronavírus não atingiu apenas as academias: os aluguéis também sofreram uma redução no valor de mercado. 

Por isso, mesmo se o faturamento da sua academia começar a dar sinais de recuperação, a renegociação é possível! Basta o seu contrato de locação estar em vigor há mais de três anos.

O art. 19 da Lei do Inquilinato (Lei 8.245/91) prevê a possibilidade do acordo a respeito de um novo valor do aluguel, ajustado ao valor de mercado atual. 

O ideal é sempre que não haja a necessidade de recorrer à justiça, mas caso não haja acordo, é possível propor uma ação judicial para que um perito avalie o valor de mercado do imóvel. 

#3 – Você sabe como negociar com o proprietário do imóvel?

Saber como realizar a negociação com o proprietário do espaço em que a sua academia funciona é fundamental para obter sucesso no acordo extrajudicial.

O que queremos dizer com isso? Não há uma única receita para garantir um bom acordo entre ambas as partes. Existem diferentes possibilidades de negociação, mas a boa notícia é que muitos donos de imóveis têm sido compreensivos em relação ao momento atual.

Confira, a seguir, algumas dicas que disponibilizamos na edição 90 da nossa revista:

No site da IHRSA, autoridade mundial no segmento fitness, você também encontra algumas dicas muito interessantes sobre renegociação do aluguel. Basta clicar no conteúdo a seguir:

O dono do imóvel não quer reduzir o valor do aluguel. E agora?

Embora não seja a situação mais frequente no cenário atual, pode ser que o proprietário não queira diminuir o valor do aluguel. 

Antes de procurar ajuda judicial, você ainda pode tentar novas formas de renegociar o valor do aluguel. Veja, a seguir, duas opções:

  • Você pode propor um acordo temporário, no qual será pago um valor reduzido durante três meses, por exemplo, para que haja tempo de começar a recuperar o faturamento e, então, voltar a pagar o valor combinado originalmente;
  • A segunda opção é a redução escalonada. Ou seja, propor 50% durante os três primeiros meses, 40% nos dois seguintes e assim sucessivamente até voltar ao valor inicial do aluguel.

Seja qual for o seu caso, não espere tempo demais para resolver essa questão!

#4 – Terminaram as possibilidades de renegociação? Então, saiba quando entrar na justiça 

Se você esgotou as possibilidades ao solicitar a redução, recebendo respostas negativas, ou não obtendo retorno, este pode ser o momento de procurar ajuda jurídica. 

Lembrando que você deve ter tudo registrado por escrito! Ou seja, mesmo que as tentativas de acordo aconteçam por telefone, formalize-as por e-mail também. 

Saiba que muitos gestores de academia estão tendo sucesso para conseguir a redução do valor por vias judiciais. A cada três ações, pelo menos duas têm obtido sucesso na resposta, com redução média de 50%.

Por outro lado, vale pontuar que há casos de 30% de renegociação do valor do aluguel e até mesmo situações de 100%. 

A decisão é tomada de acordo com o perfil do juiz e da queda no faturamento, por isso reforçamos: você precisa ter o maior número de provas possíveis para apresentar no momento da ação.

Ainda assim, há casos em que o juiz opta por não interferir no contrato e não concede redução do valor, mesmo com todas as provas. 

Por isso, recomendamos que você, gestor fitness, peça a orientação do seu advogado a partir das decisões tomadas em sua região, antes de entrar na justiça.

#5 – Por fim, leia nossos materiais de apoio! 

Desde o começo da pandemia, estamos disponibilizando orientações e materiais para que você enfrente a crise no segmento da forma mais tranquila possível. 

Assim, é possível encontrar meios de garantir as portas abertas, além de evitar questões como o encerramento do contrato de locação.

Por isso, não deixe de conferir todo o conteúdo especial que temos preparado ao longo dos últimos meses para a retomada do seu negócio – desde o direito de reabertura das academias em segurança até as medidas de suporte econômico. 

 

Repassando o que vimos neste post

  • A crise imposta pela pandemia do coronavírus não veio com um manual de instruções;
  •  Por isso, este é o momento de cortar custos e utilizar as medidas de apoio disponíveis para que a retomada seja a mais breve possível;
  • Um dos principais ajustes financeiros a serem realizados certamente é o do aluguel do espaço que funciona a sua academia. Saiba a renegociação é possível!;
  • O que você deve fazer?
    • Solicite uma revisão por queda do faturamento da academia;
    • Peça revisão por queda no preço de mercado do aluguel;
    • Saiba como negociar com o proprietário do imóvel;
    • Terminaram as possibilidades de renegociação? Então, veja quando entrar na justiça; 
    • Por fim, leia nossos materiais de apoio! 

 

Como você já sabe, academias do Brasil inteiro precisaram buscar soluções às pressas para as portas não se fecharem de vez. 

Muitas começaram a oferecer aulas on-line e começaram a alugar os equipamentos do estabelecimento para o faturamento não ficar zerado durante o período.

Tais medidas foram tomadas porque superar a crise no setor fitness é algo necessário! Pensando nessa forte necessidade entre tantos gestores, preparamos um material que certamente será o pontapé inicial para uma profunda transformação do seu negócio.

Clique no banner abaixo agora mesmo e dê início a uma nova fase em sua academia!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Sem comentário ainda, deixe o seu abaixo!


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat