Saiba tudo sobre o Brasil + Ativo

O programa Brasil + Ativo é uma ação de responsabilidade social da ACAD para ajudar a reduzir os níveis de sedentarismo no Brasil.

 

O Brasil é considerado o 5º País mais sedentário do mundo, com o percentual de 46% da população inativa, sendo a média global de 28%, segundo a OMS.

 

Uma atitude que estimule a prática de atividade física é primordial. Sem esse incentivo, ocorrerá o aumento dos custos do sistema de saúde do país com um impacto negativo na economia e na qualidade de vida dos brasileiros.

 

Lembrando que o lançamento do programa aconteceu no Seminário Empreender para Crescer, no mês de agosto! Você pode conferir mais detalhes sobre o evento clicando aqui.

 

 

Por que o Brasil + Ativo é um projeto essencial para o combate ao sedentarismo?

 

O investimento no estímulo à prática de atividade física é fundamental para a população.

 

A prática de exercícios tem vários efeitos importantes, como:

  • Redução da pressão arterial, colesterol ruim, glicemia, triglicerídeos e marcadores inflamatórios; 
  • Aumenta o colesterol bom responsável por remover a gordura dos vasos e incrementar a capacidade de bombear sangue, combatendo a insuficiência cardíaca.

 

Estudos sugerem que o exercício também protege em 30% contra depressão e demências, devido à liberação de endorfina produzida em nosso cérebro.

 

Quem faz atividades físicas, ganha mais resistência, se torna mais saudável e mantém o humor em dia!

 

Por isso, lutamos pelo engajamento da sociedade no combate ao sedentarismo através do programa Brasil + Ativo, auxiliando na redução das barreiras para a prática de atividade física envolvendo o Setor Privado para a criação de uma sociedade mais ativa.

 

ACAD lança programa Brasil + Ativo no Congresso Nacional

No dia 21 de agosto, foi aberta uma audiência pública, proposta pelo senador Romário, presidente da comissão de Assuntos Sociais no Congresso Nacional.

 

A audiência tinha a finalidade de incentivo à prática de atividade física no combate a doenças e de divulgação de projetos que envolvem o setor público e privado de academias.

 

A mesa de debates foi composta por Lucas Matturro, coordenador-geral de Promoção da Atividade Física e Ações Intersetoriais do Ministério da Saúde, Gustavo Borges, presidente da ACAD Brasil, Monica Marques, representante nacional da ACAD e membro do conselho da IHRSA, Jorge Steinhilber, presidente do Conselho Federal de Educação Física – CONFEF, e Gilson Carvalho, representante da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos – ABIMAQ.    

 

O presidente da ACAD Brasil, Gustavo Borges reforçou a ideia da necessidade de desengessar a atuação do segmento convocando empresários do país a incentivarem o programa nacional de combate ao sedentarismo: 

 

“Nossa Associação defende a diminuição da regulamentação, que engessa as atividades do setor de fitness, e é a favor do livre mercado. O setor privado de academias, junto à sociedade e com o engajamento do setor público, pode contribuir para mudar o quadro de inatividade física no Brasil, que hoje é o quinto país mais sedentário do mundo. Por esta razão, lançamos aqui no Congresso Nacional o projeto Brasil Mais Ativo, programa ACAD de combate ao sedentarismo, para o qual convido gestores à frente das academias de todo país a fazerem parte, desde já.  

 

Para Monica Marques, representante nacional da ACAD e membro do conselho da IHRSA, o estímulo a prática da atividade física é o que tornará o brasileiro mais saudável e as academias possuem um papel importante nessa missão: 

 

“Precisamos eliminar todas as barreiras que dificultam o acesso à atividade física, sejam elas regulatórias, tributárias, corporativistas e comportamentais. Para alcançar a média mundial de sedentarismo (que é de 28%) temos que tirar 38 milhões de brasileiros do sofá, e assim deixarmos de ser um país doente, onde 47% das pessoas são sedentárias. As academias estão engajadas e dispostas a promover essa mudança”.

 

Lucas Matturro, coordenador-geral de Promoção da Atividade Física e Ações Intersetoriais do Ministério da Saúde – formado em Educação Física –, explica a necessidade de criar iniciativas que promovam o incentivo a atividade física: 

 

“Essa é uma pauta extremamente importante, pois temos que falar da prática da atividade física em âmbito nacional, para assim promover uma mudança de cultura e criar na sociedade o hábito diário de se exercitar”. 

 

Convidada pela ACAD, a ex-ginasta olímpica e gestora pública, Luisa parente, atual secretária nacional da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), apoiou o projeto e atentou sobre o uso exagerado de redes sociais impactando a prática de exercício físico e esporte: 

 

“Uma campanha como a Brasil + Ativo é importante e pode causar mudanças significativas no setor. É preciso envolver a base, a cultura da Educação Física e toda a sociedade, porque hoje temos um inimigo ainda maior do que a regulamentação excessiva, os altos impostos e outras barreiras: que é a tecnologia. Como competir com um jogo virtual, uma rede social, um mundo conectado? Nossas ações estão alinhadas a esse propósito de enxergar o exercício, a atividade física e o esporte como um fator de desenvolvimento humano e de promotor de saúde”.

 

Para fechar a audiência pública, o senador Romário reforçou a importância da união das forças: 

 

“Hoje, assistimos a uma verdadeira aula sobre o sedentarismo e a importância da atividade física para a saúde de todos nós, seres humanos. Acredito que um passo importante para vencermos o sedentarismo e estimularmos a prática da atividade física é marcar, o quanto antes, uma reunião com Ministério da Saúde, Secretaria de Esportes, com a ACAD e as demais entidades que compõem o setor para que possamos desenvolver juntos um projeto e alinhar as ações necessárias, através do qual vamos dar a oportunidade às pessoas delas saírem do sedentarismo. Essa também é a nossa bandeira”.

 

Confira as fotos do lançamento do projeto no Congresso Nacional:

 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Sem comentário ainda, deixe o seu abaixo!


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *